introdução

Uma proposta de intervenção artística em territórios entre o uso e o abandono, o preenchimento e o vazio, a apropriação e o esquecimento. Esses espaços podem ser território para o campo da arte, reconsiderando a destruição como condição de reconfiguração espacial. A mudança da paisagem arquitetônica gera experimentação cultural. O projeto propõe que o público transite por territórios não usuais, destituídos de sua função original, provocando um deslocamento de pensamento. No ano passado, um dos projetos dentro do Permanências e Destruições, "Cota 10", ganhou prêmio de arquitetura do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

2016

A partir de 4 de junho, o Rio de Janeiro será novamente, lugar de experimentações que pensam a arte em contato com outras disciplinas dentro do projeto Permanências e Destruições, que teve sua primeira edição em 2015. Esse cenário urbano em constante e intensa mutação, permeado, nos últimos anos, por estruturas dissolvidas, explosões e implosões, desativações, ruínas e vazios, será ocupado pelo projeto pioneiro, que preenche espaços inativos da cidade com intervenções e performances artísticas. Com curadoria de João Paulo Quintella, patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e da Oi, através da Lei de Incentivo à Cultura, e apoio cultural do Oi Futuro, Permanências e Destruições terá entre os espaços ocupados desta edição a Torre H, construída por Oscar Niemeyer, na Barra da Tijuca, nos anos 1980, mas jamais concluída; a Ilha do Sol, que pertenceu à artista Luz del Fuego, que foi bailarina, naturista e uma das primeiras feministas do país; e uma ação no morro do Alemão cujo mote é a qualificação de um terreno para que se torne um espaço de lazer para diversos usos dos moradores, ou seja, a primeira proposta do Permanências e Destruições que tem a ver com a instância da permanência, da continuidade.

2015

website 2015: LINK
catálogo 2015: PDF

equipe

curadoria
João Paulo Quintella

curador assistente
Claudio Seichi Kawakami Savaget

direção de produção
Daniela Moreira

produção
Juliana de Moraes Monteiro

design visual
Miguel Nóbrega
Beatriz Nóbrega
Pedro Zylbersztajn

imagem
Will Domingos

assessoria de imprensa
Leïlah Accioly

Sobre